quarta-feira, 7 de abril de 2021

Atendimentos da Assistência Social triplicaram na pandemia em Campo Mourão


Os reflexos da crise gerada pela pandemia de coronavírus podem ser observados no comparativo dos números de atendimentos da Secretaria Municipal de Assistência Social. Levantamento no período anterior e durante a pandemia mostra que alguns benefícios ou serviços triplicaram, mesmo com as restrições.

A concessão de cestas básicas, por exemplo, foi uma delas. Em 2019 foram distribuídas 3.195 cestas, enquanto em 2020 foram 9.205. Em 2021, somente nos meses de janeiro e fevereiro foram 2.478 cestas. “Isso foi possível graças a recursos que recebemos do governo federal, do Estado e doações da sociedade civil”, explica a secretária municipal Márcia Calderan de Moraes, que nesta quarta-feira (7), apresenta os números em live na página do Município.

Também triplicou a concessão de benefício eventual para pagamento de tarifas de água e energia elétrica para famílias carentes. Enquanto em 2019 essa despesa foi de R$ 20,5 mil, em 2020 chegou a R$ 91,8 mil. O levantamento revela ainda números preocupantes em atendimentos relacionados a violência contra crianças e adolescentes, que subiu de 746 em 2019 para 1.734 em 2020. O CREAS registrou ainda aumento da violência contra pessoas idosas e mulheres.

“O nosso trabalho teve que ser readaptado por conta da pandemia, alguns atendimentos de grupos foram suspensos, mas não paramos com a prestação de serviços”, informou a secretária. Ela acrescenta que todas as famílias que se enquadraram nos critérios dos programas sociais foram atendidas.

Segundo Márcia, por enquanto não há previsão de novos repasses de recursos do governo federal, por isso pede a colaboração da comunidade. “As senhoras rotarianas estão nos ajudando com uma campanha de arrecadação de alimentos durante a vacinação contra Covid e estamos pedindo também às redes de supermercados. Os recursos livres do Município não são suficientes para dar conta dessa demanda”, acrescenta. {Da Redação}


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário