quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Servidora Municipal da Saúde é a primeira imunizada contra a COVID-19 em Campo Mourão


A servidora pública municipal Marisa Galdino, auxiliar de enfermagem da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), foi a primeira imunizada contra a COVID-19 em Campo Mourão. A imunização inicial aconteceu na manhã desta quarta-feira (20), no Colégio Estadual Marechal Rondon. O prefeito Tauillo Tezelli, junto com o secretário municipal da Saúde Sérgio Henrique dos Santos, o chefe da 11ª Regional da Saúde, Eurivelton Wagner Siqueira e o presidente da Câmara Municipal de Campo Mourão, Jadir Soares, estiveram presentes. A segunda imunizada foi a médica pneumologista Bianca Pasquini Galinari, do Hospital Santa Casa.

Neste primeiro momento, o Município de Campo Mourão recebeu 1329 doses, para imunizar inicialmente os trabalhadores da saúde que atendem diariamente os pacientes com suspeitas e os positivados de COVID, como a UPA, o Hospital Santa Casa, o Hospital Unimed, o Instituto do Rim e idosos de longa permanência em instituições, no caso, o Lar dos Velhinhos Frederico Ozanan. Estiveram presentes também no ato o bispo diocesano Dom Bruno Elizeu Versari e a diretora do Colégio Estadual Marechal Rondon, Rita de Cássia Cartelli. Logo após, a imunização seguiu em frente, para as pessoas que compõem o grupo inicial prioritário. A Polícia Militar do Paraná trabalhou em conjunto com o Município e a Regional da Saúde, garantindo a seguridade das vacinas a serem aplicadas.

Com 53 anos de idade, Marisa é funcionária do Município há 16 anos. É mãe de dois filhos, e disse que ser a primeira imunizada é uma sensação muito boa. “É um alívio, pois vivíamos com medo, agora inicia uma esperança, nos sentimos protegidos, mas vamos continuar nos cuidando. Presenciamos todos os dias, muita agonia, por parte das pessoas infectadas, familiares, e a nossa missão é atender bem e dar um conforto, pois numa questão dessa a gente sente realmente o que é este vírus”, declara. Bianca Galinari também fala do alívio, pois vê na vacina a possibilidade de ver esta tormenta da COVID-19 começar a chegar ao seu final. “Estamos vivendo um caos, desde março de 2020, mas agora começamos a ver uma luz ao fim do túnel”, explica.

O secretário da Saúde do Município falou sobre sua felicidade, por este momento que traz tranquilidade a um grupo de pessoas, profissionais da saúde, no que diz respeito ao vírus. “A imunização já tranquiliza nossos servidores da saúde, motiva-os a continuar atendendo pessoas. Este dia é histórico, pois iniciamos a vacinação. Penso que é o início do fim da pandemia”, ressalta.


O prefeito Tauillo Tezelli falou da dificuldade de estar na gestão do Município desde o inicio da pandemia, da necessidade de tomar decisões, muitas vezes não sendo unanimes no que diz respeito à opinião da população, evidenciando o início de uma nova esperança, com a vacinação. “Este momento que vivemos mensura claramente a parceria com o Governo Federal, Estadual e a área da saúde, que é a que realmente tem sentido claramente todas estas dificuldades. Quando vemos este grupo tendo prioridade na vacinação, pelo fato de estarem ajudando a salvar vidas, para nós é muito especial. Porém, pedimos a toda à população tranquilidade, pois todos vão ser imunizados. Em nome do Município, cumprimentamos e agradecemos a todos”, conclui Tezelli.
(Da Redação)


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário