quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Governo federal libera R$ 2 milhões para construção de Centro Tecnológico em Campo Mourão


O Ministério da Integração Nacional publicou no Órgão Oficial da União desta quinta-feira (3) o convênio com o Município de Campo Mourão que garante o repasse de R$ 2 milhões para construção e aquisição de equipamentos para um Centro de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia. O recurso foi indicado ao orçamento da União em 2018 pelo deputado federal Rubens Bueno. Com a publicação do convênio, o Município está autorizado a fazer a licitação para contratar a execução da obra.

O projeto foi apresentado através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campo Mourão e da Tecnocampo, com apoio da Secretaria de Planejamento, por meio de Edital de Chamamento Público do governo federal. “O apoio do deputado Rubens Bueno foi muito importante para conseguirmos emplacar esse projeto no governo federal num momento de cortes de recursos”, enfatizou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Carlos Alberto Facco.

A sede será construída em terreno ao lado do Ginásio de Esportes JK em uma área mínima de 500 metros quadrados. O projeto busca induzir e apoiar o empreendedorismo dos jovens na região, atuando por meio de sistema compartilhado (coworking) e fornecendo espaços físicos para universidades, empreendedores e pesquisadores.

O espaço deve funcionar em um modelo semelhante ao de uma incubadora de empresa comum, mas com estrutura e custos de manutenção muito mais baixos do que os parques tecnológicos e as incubadoras de empresas.  O Centro deverá abrigar pelo menos 10 empreendedores e módulos para empresas júniores ou empresas incubadas.

O deputado Rubens Bueno ressalta que Campo Mourão possui um ambiente favorável para o projeto, com oito instituições de ensino superior, sendo duas universidades públicas (federal e estadual) e outras quatro na modalidade EAD. “Apenas no campo da engenharia o campus da UTFPR possui cerca de 3 mil alunos.  Levando em conta mais de 30 empresas de base tecnológica que já atuam com inovação, além de mestres e doutores que residem no município, o projeto é muito interessante”, analisa o deputado. (Da Redação)


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário