terça-feira, 29 de setembro de 2020

Caminhando nos trilhos dos 54

Eu e o Clint Eastwood, um dos Agapornis do nosso Aviário Hollywood

Costumo falar nesta coluna sempre dos outros, claro que de pessoas especiais e que são muito caras para mim. Uma vez por ano, porém, dedico a Síntese ao seu autor, nesta quarta-feira, 30 de setembro é o meu aniversário. Em 2006 disse que fazer 40 anos me assustava, agora que completei 54, está tudo mais tranquilo, talvez seja a maturidade que chega junto a este emaranhado de números.


Desde criança, sempre tive um aniversário badalado e cheio de festas. Meu pai fazia questão de reunir pelo menos os familiares e fazer a celebração da data. Quando completei sete anos, não imagino o porquê do número, a festa foi de arromba e ganhei tantos presentes que à época era coisa muito rara de acontecer. Aos dezenove anos, morando em Rondônia, passei o meu aniversário mais solitário que tive... correndo atrás de coisas novas, na cidade de Ariquemes, confesso que perdi algum encanto pelo menos naquela data.

O mais importante em se fazer aniversário, porém, é a certeza de que se está vivo e o Dom da Vida é o bem mais precioso que podemos ter e nos foi dado de graça por Deus, que nos pede apenas, que cuidemos dela (a vida). Junto com o Dr. Rui, o Edílson da Seab, o meu primo Vicente (aniversariantes do dia 29), com o Dr. Luiz Gonzaga que aniversaria no dia 30 também e o Ademir Tironi (dia 3), faço a corrente da fé e da esperança de que tenhamos paz e amor em nossos corações, vivenciando sempre o amor de Jesus Cristo em nós... amém! (Síntese - Antonio José)


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário