segunda-feira, 1 de junho de 2020

Olha a chuva! É mentira! Olha a Cobra! Já mataram!

Antonio José
Da Editoria

O mês de junho chegou, e desta vez por conta da pandemia do coronavírus, chegou de forma diferente, sem alarde e sem o anúncio das festas caipiras e as tradicionais quadrilhas. Não pode ter aglomeração neste tempo e o que mais se presenciava nestas festas era justamente o número elevado de participantes, em todas elas, sempre tinha seu público, mesmo com duas ou mais festas no mesmo dia e horário.

A não realização das festas caipiras, além da falta lúdica que causará, ainda impactará negativamente no orçamento de várias entidades que neste período arrecadavam fundos para a manutenção das atividades, sejam entidades filantrópicas, escolas, colégios ou igrejas. 

É necessário compreensão em tempo de pandemia, impossível, porém não se sensibilizar com um inverno que a priori, não poderá ser aquecido pelo quentão e quitutes das festas caipiras e principalmente, sem o calor humano. Novos tempos. Tempos difíceis! 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário