segunda-feira, 22 de junho de 2020

Fiscalização detecta maior desrespeito a decretos em imóveis particulares

Da Redação

O trabalho de fiscalização realizado no fim de semana (sexta, sábado e domingo) atendeu mais de 200 denúncias pelo telefone 156, além de várias pelas redes sociais na página oficial do Município. Os maiores problemas foram constatados em imóveis particulares, com aglomerações em confraternizações.

“O comércio, de um modo geral, obedeceu o toque de recolher, com fechamento às 22 horas. Tivemos poucos problemas e apenas dois estabelecimentos que insistem em desobedecer receberão multa nesta semana”, explicou o secretário municipal de Controle, Fiscalização e Ouvidoria, Cristiano Augusto Calixto. Uma residência na área central, alvo de várias denúncias desde meados da semana, também será multada.

Nos três dias o trabalho foi realizado com oito equipes, com média de três servidores e apoio da Polícia Militar. Os veículos da frota municipal percorreram mais de 1.000 km, com fiscalização, inclusive, nos locais mais distantes, como a Usina Mourão e Vila Guarujá.

“Temos que enaltecer o apoio fundamental da PM, que esteve conosco onde foi necessário. Precisamos deixar claro que o objetivo é fazer as pessoas ficarem em casa”, ressaltou o secretário, ao acrescentar que o trabalho de fiscalização continua. 

O confinamento domiciliar como mecanismo de enfrentamento da emergência em saúde pública, decorrente do novo coronavírus, está estabelecido das 22 horas até às 6 horas do dia seguinte pelo decreto nº 8568/2020.  Para garantir o cumprimento das medidas restritivas, que inclui fechamento de bares às 20 horas, a Secretaria Municipal de Controle, Fiscalização e Ouvidoria organizou uma escala das equipes. 

O consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos, bem como locação de espaços particulares para a realização de festas, estão proibidos. As novas determinações estão embasadas em deliberações dos comtitês de Saúde e de Gestão de Crise da Covid-19.



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário