quarta-feira, 13 de maio de 2020

Com aval de Comitê da Saúde é autorizado retorno de mais atividades, como igrejas e restaurantes

Da Redação

Após reunião do Comitê Municipal de Gestão de Crise do Coronavírus realizada dia 8 de maio e do Comitê de Acompanhamento do Coronavírus no dia 12, o prefeito Tauillo Tezelli autorizou, por decreto, o retorno de atividades de serviços de alimentação, bem como celebrações religiosas. O mesmo decreto estabelece uma série de normas para a volta dessas atividades e serviços.

Para as atividades religiosas, o novo decreto autoriza até três missas, cultos ou reuniões aos domingos e uma em cada dia da semana, observando condições como ocupação máxima de 30 por cento dos ambientes, que devem ser arejados com ventilação natural, com espaçamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas. É obrigatório o uso de máscaras, bem como disponibilização de álcool 70° para higienização das mãos.

Para os serviços de alimentação, como lanchonetes, bares e restaurantes, o atendimento presencial está autorizado até às 22 horas de domingo a quinta-feira e até às 23 horas nas sextas-feiras e sábados. O número de clientes sentados deve ocupar no máximo 50 por cento da capacidade total do estabelecimento, não sendo permitido atendimento dos clientes em pé. As mesas internas e externas devem estar dispostas de forma a garantir dois metros entre os clientes.

Nos casos em que os produtos são dispostos em buffet (self service), o estabelecimento deverá disponibilizar um funcionário para servir o cliente, que deverá permanecer a uma distância mínima de um metro dos alimentos e as filas organizadas de forma a guardar o distanciamento mínimo de dois metros entre os clientes. “Pedimos a colaboração dos empresários e da população na observância das regras para que não seja necessário voltarmos atrás”, ressalta o prefeito.

                              Gentileza:


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário