terça-feira, 27 de agosto de 2019

Não podemos colocar todos os políticos no mesmo saco!

Editorial

O título deste artigo é meio chulo e demonstra uma expressão dos nossos avós, que julga uma classe num todo, devido os acontecimentos de alguns, ou no caso específico da política, de muitos. A expressão é também bastante audaciosa, e mais, corajosa, em uma fuga da unanimidade, que como todos sabem, é burra.

Estamos vivendo no Brasil um momento diferente na política, apesar de tantos desmandos, estamos presenciando a prisão de políticos. Estranhamente, com altos cargos eletivos ou comissionados, estão todos indo para a cadeia. Se analisarmos que a corrupção neste país é do tempo do Império, estamos sim, progredindo, por mais louco que possa parecer esta afirmação.

Importante não julgarmos todos por um, ou que seja o contrário, não julgarmos um por todos. Tem bem mais que um político honesto no Brasil, afirmamos sem medo de errar, tem bastante. Agora, se fosse apenas um honesto, seríamos desonestos em nosso julgamento, se disséssemos que todos os políticos são corruptos.

Precisamos e queremos que a justiça aconteça e que os culpados vão para a cadeia, não podemos porém, de forma alguma julgar todo mundo culpado, e assim, colocarmos àqueles que são descentes no mesmo rol dos vagabundos. Usando uma frase bíblica, é preciso separarmos o joio do trigo.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário