quarta-feira, 6 de junho de 2018

Órgãos que trabalham com crianças vão reforçar ações para vacinação contra a gripe

Da Redação

Traçar estratégia conjunta para melhorar o índice de cobertura da campanha de vacinação contra a gripe no público infantil e gestantes foi o objetivo de uma reunião entre a 11ª Regional de Saúde, secretarias municipais de Saúde e Educação, Ministério Público e Conselho Tutelar. O encontro foi realizado na terça-feira (5), na sede da Regional de Saúde, em Campo Mourão.

Mesmo com a prorrogação da campanha até 15 de junho, em Campo Mourão até agora apenas 54 por cento das crianças menores de cinco anos foram vacinadas. No grupo das gestantes, o índice atingiu 65,79 por cento, também considerado muito baixo. “Os pais ou responsáveis não estão buscando a vacina e por isso agora faremos essa ação conjunta para tentar reverter essa situação até o prazo final da campanha”, enfatiza a enfermeira Edina Simão.

Uma das estratégias é envolver os estabelecimentos de ensino, entre eles os CMEIs, onde estão boa parte das crianças do público alvo. “Nossas escolas vão solicitar aos pais que enviem cópia das carteirinhas de vacinação das crianças na faixa etária do público alvo para podermos identificá-las e comunicar à Secretaria da Saúde”, explica a secretária municipal de Educação, Tânia Caetano.

O Conselho Tutelar também fará chamamento público sobre a responsabilidade das famílias e o Ministério Público irá acompanhar o trabalho dos gestores.  A meta do município é imunizar 27.100 pessoas, que representa  90% do público-alvo da campanha.

A preocupação aumentou ainda mais porque a 11ª Regional de Saúde já registrou um caso do vírus H1N1 em uma gestante de Juranda que não tomou a vacina. Também foram registrados dois casos do vírus H3. A vacina é oferecida em todas as Unidades Básicas de Saúde e o objetivo é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza (gripe).


Nenhum comentário:

Postar um comentário