terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Superávit de 2017 pagou parte de contas atrasadas até 2016

Da Redação

A arrecadação da administração municipal de Campo Mourão apresentou um superávit (maior receita que despesa) de R$ 17 milhões durante o ano de 2017. A receita foi de R$ 251,9 milhões enquanto a despesa fechou o ano em R$ 234,2 milhões. Os números foram apresentados durante audiência pública na Câmara de Vereadores na sexta-feira (23/2), pelo secretário municipal de Fazenda e Administração, Beto Pequito.

Segundo o secretário, o superávit da receita foi utilizado para pagar parte das dívidas contraídas até 2016: R$ 13 milhões para fornecedores e R$ 4 milhões para outras dívidas, como precatórios e o 13º salário de servidores referente a 2016 que foi quitado em janeiro de 2017. “Parcelamos ainda quase R$ 4 milhões para serem pagos em até três anos”, explicou o secretário.

No comparativo com o ano anterior, Pequito mostrou também que o Município reduziu os gastos com pessoal graças a nomeação de menos cargos comissionados, cortes de funções gratificadas e horas extras. Em 2016 foram gastos mais de R$ 8 milhões com cargos de confiança e gratificações, enquanto em 2017 essa despesa caiu para R$ 5,5 milhões. “Essa diferença chega a três milhões de reais se contar os encargos e o 13º salário”, explica o secretário.

A audiência teve a presença apenas de alguns servidores do Legislativo e do Executivo, além de cinco secretários municipais. Dos 13 vereadores, participaram o presidente da Câmara, Edson Battilani, Sidnei Jardim, Elvira Schen Lima, Professor Cícero e Edoel Rocha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário